segunda-feira, 15 de julho de 2013

O ridículo do constrangimento


Eu compreendo porque podemos ter evoluído para ter sentimentos automáticos, fora do controle em ficarmos constrangidos em algumas situações.

Mas isto é útil?

Ficar constrangido alguma vez ajudou você a conseguir algo prático? Nós podemos (e devemos) trabalhar para eliminá-lo do nosso vocabulário emocional. Se vale à pena fazer alguma coisa, vale à pena não ficar constrangido em fazê-lo. E se não vale à pena fazer, não faça.

Uma das razões para se evitar fazer coisas é porque elas podem nos levar ao constrangimento. A melhor razão é porque não é a coisa certa a fazer.

Por Seth Godin