segunda-feira, 20 de maio de 2013

Aprendendo por analogia


A história de João e Maria não é verdadeiramente sobre João e Maria.

Estamos cercados de exemplos, lições e estudo de casos que claramente não são exatamente sobre o seu projeto. Nunca existiu também um livro escrito precisamente sobre a situação a qual você está encarando no momento. Talvez um dia eles publicarão "Coaching de Marketing de Baixo Custo para Pequenos Negócios Especializado em Design Gráfico na Sua Região para leigos" mas não se espante.

Marketing, como todas as formas de arte, requer que nós aprendamos com o que vemos. Ver o que está dando certo e transferí-lo, mudá-lo e amplificá-lo.

Nós não ensinamos este tipo de coisa, mas deveríamos. Não incentivamos as pessoas para que pratiquem o ato de aprender por analogia porque é mais fácil simplesmente dar a eles um manual e ajudá-los a evitar que pensem por si mesmos.

A oportunidade está em encontrar similaridades e fazer anida melhor permitindo que outros sejam os primeiros - não com o que você já deu, mas com algo que você pode aprender de volta.

E o oposto é ainda mais verdadeiro. Nós confiamos demais em coisas onde as especificidades parecem iguais, mas a lição é obscurecida pelo trivial. Às vezes, quando enxergamos alguma coisa acontecendo de onde podemos aprender uma lição conceitual, nós, ao invés disto, pulamos para as conclusões onde os detalhes são a parte mais importante.

_______________________
Traduzido por Silvio Luis de Sá. Texto original em Seth's Blog